O prazer entre os lençóis não é apenas um factor importante para a “saúde” de um relacionamento.

Tem inúmeros benefícios para o bem-estar físico e psicológico. Tome nota…

É bom para quem sofre de enxaquecas

Dor de cabeça não deve servir de desculpa para fugir… Pelo contrário! O orgasmo liberta substâncias que atuam no sistema nervoso, como endorfinas, dando a sensação de prazer e diminuindo as tensões.

 

Pensar em sexo faz bem ao cérebro

Estudos comprovam que as pessoas que têm o hábito de pensar em sexo têm um desempenho melhor em tarefas que exigem o raciocínio.

 

Previne a incontinência urinária

As relações sexuais são óptimas para fortalecer a musculatura pélvica, que retém a urina. Se não forem fortalecidos, esses músculos podem enfraquecer e a mulher pode desenvolver incontinência.

 

Reforça o sistema imunitário

Investigadores descobriram que pessoas que fazem sexo uma ou duas vezes por semana mostram níveis mais altos de um anticorpo chamado imunoglobulina A, do que aqueles que têm relações sexuais menos frequentes. Este anticorpo ajuda na protecção de diversas doenças.

 

Reduz o síndrome pré-menstrual

Não há uma regra, mas, para algumas mulheres, os movimentos realizados no ato sexual estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados, ajudando a diminuir as dores nos dias que antecedem a menstruação.

 

Pele mais bonita

Uma pesquisa realizada pela Universidade Queens, no Reino Unido, mostrou que o orgasmo liberta hormonas que interferem com o brilho e a textura da pele e dos cabelos. A vasodilatação e o aumento da temperatura corporal provocados pela actividade sexual também contribui para uma pele mais bonita.

 

Melhora a qualidade do sono

O orgasmo ajuda a pessoa a ficar mais relaxada e, como liberta endorfina, contribui para um sono melhor. E isso não acontece só nos dias em que há relações sexuais, o efeito pode prolongar-se devido à ação dos neurotransmissores, que passam a agir no organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.

 

Diminui o stress

O prazer associado ao sexo e às relações afectivas aumenta a estabilidade emocional, fazendo com que os níveis de stress diminuam. O cortisol, conhecido como hormona do stress, passa a ser produzido em menor quantidade.

 

Ajuda a envelhecer melhor

Mulheres que fazem amor com regularidade têm uma vida mais feliz e com maior qualidade de vida após os 60 anos. Há ainda pesquisas que revelam que homens e mulheres que fazem sexo com mais frequência vivem mais em comparação com os que se sentem indiferentes em relação ao sexo.

 

Para mais informações fale com o nosso farmacêutico através do mail apoioacliente@blissnatura.pt

Ultrapassar os principais distúrbios sexuais masculinos.
Hoje em dia, os estilos de vida mais stressantes desencadeiam com frequ&eci...
TESTE “Está satisfeito com a sua vida sexual?”
Muitas pessoas não têm a vida sexual que gostariam. Avalie a s...
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização