Final de um ano, início de outro! Chegou a altura de fazer aquela consulta e aqueles exames de rotina que fez há algum tempo atrás.

Entre em 2019 a esbanjar saúde!


Mesmo que esteja bem de saúde é bom procurar o seu médico e fazer um check-up todos os anos. Mais do que auxiliar no diagnóstico de alguma eventual doença, este conjunto de exames é a melhor arma que a medicina preventiva dispõe a favor da sua saúde.
O check-up faz uma avaliação da saúde da pessoa levando em conta uma série de itens, tais como: o sexo do paciente, a idade, os hábitos, antecedentes individuais e familiares, fatores genéticos e ambientais, entre outros. Trata-se de uma avaliação médica ampla, que pressupõe a investigação do profissional de saúde nos diversos aspetos da saúde física e mental do paciente, ao longo da vida. A prevenção e diagnóstico precoce são os objetivos, pois quanto antes uma doença for detetada, maiores são as hipóteses de um tratamento eficaz e de uma possível cura.

Não existe uma idade ideal para se começar a fazê-lo. Contudo, todos os indivíduos devem valorizar a realização destes exames a partir dos 35 anos de idade. A terceira idade é a fase da vida que exige maior atenção com a saúde, por isso, os exames em torno da prevenção de doenças devem ser ainda mais intensificados. Pessoas com diagnóstico confirmado de hipertensão, diabetes ou colesterol alto deve fazer um controlo mais apertado, de forma a evitar que as patologias se agravem.  Assim, não procure o médico apenas quando sentir os sintomas de uma doença.
Faça um check-up anual e invista também na prevenção através da adoção de hábitos saudáveis, tais como alimentação, prática de atividades físicas e controle do stress.

Exames de rotina indispensáveis

  • Hemograma:
    Através de um exame de sangue, o médico pode identificar diversos aspetos da saúde do paciente. Por exemplo, é possível perceber se a produção de glóbulos brancos e vermelhos do sangue está em quantidade normal, se o indivíduo está, ou não, anémico e se existem infeções;
     
  • Colesterol e glicemia:
    Permite detetar o risco de doenças cardiovasculares e diagnosticar a hipoglicemia ou hiperglicemia. Costumam ser pedidos pelo clínico a partir da adolescência.
     
  • TSH:
    Mede o nível de hormonas da tiroide. É importante para verificar se há alguma alteração significativa no seu funcionamento.
     
  • Mamografia:
    O exame é indicado a partir dos 35 anos ou, a partir dos 30, no caso de mulheres com casos de cancro de mama na família. 
     
  • Papanicolau:
    Também designado de citologia, este exame deve ser realizado pela primeira vez assim que a mulher iniciar a vida sexual e constar da lista de exames anuais até aos 70 anos de idade. O papanicolau identifica alterações no colo do útero e lesões pelo vírus HPV, que podem originar o cancro.
     
  • Toque retal:
    Este exame deteta anomalias importantes na próstata, como o cancro. Costumam ser solicitados a partir dos 50 anos.
     
  • Eletrocardiograma:
    É um exame que permite a avaliação elétrica da atividade cardíaca e da sua condução. Deteta a presença de entupimentos nas artérias, que pode levar a ataques cardíacos e arritmias. Pode ser feito a partir dos 20 anos, mas é obrigatório após os 40 anos.
     
  • Ecocardiograma:
    É um diagnóstico não invasivo para a maioria das doenças cardíacas. Este exame normalmente é indicado a partir dos 40 anos.
     

Para mais informações fale com o nosso farmacêutico através do mail apoioacliente@blissnatura.pt

 
À prova de constipações
Durante o inverno nosso organismo está constantemente exposto a bact...
Como desintoxicar o organismo depois das festas?
Não vale a pena ficar com peso na consciência. A soluç&...
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização